sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Tudo novo (de novo)!

A manhã inteira em jejum, para fazer a tomografia computadorizada do abdomen, conforme estava marcada para a data de hoje. É nessa hora que parece que a coisa não é comigo, todos me chamam pelo primeiro nome: José! Sr José pra lá, Sr. José pra lá. Tenho que lembrar que o tal "José" na chamada é a minha pessoa, o Edson, como sou conhecido por todos ou José Edson, pelos familiares e amigos mais íntimos. Enfim, José, Edson ou José Edson estar fazendo de novo os exames para controle. Apesar das repetidas vezes, parece que é sempre algo novo. Como costumo fazer nos mesmos locais, acaba que algumas pessoas já me conhecem e expressam uma certa satisfação de ver-me ali de retorno.

Hoje o exame foi mais cansativo, doia muito ter que permanecer com os braços para trás e acima da cabeça. As dobradiças do ombro esquerdo parecia ranger por falta de lubrificação, foi dificil suportar aqueles minutos intermináveis. Durante o exame, a voz ordenava: "Não respire..." Obedecer estava cada vez mais dificil, felizmente consegui vencer aqueles instantes de agonia. Melhor ainda era quando ouvia: "Pode respirar!"

O suspense natural aumentou quando a enfermeira falou que eu faria uma ultrassom a pedido do médico que acompanhava o exame. Ai uma nova ordem, "continue em jejum e não faça xixi". Mais espera, uma demora maior ainda para finalmente ser chamado novamente para a sala de exame. Para ser lambuzado com o gel e sentir a pressão do aparelho na região abdominal. Não sei o que o médico procurava, nem se encontrou ali alguma coisa que não era para estar. Arrisquei perguntar se ele tinha visto de estranho e a resposta foi lacônica, não me disse nada. Melhor assim, vamos esperar o laudo para ver o que ele viu. Seja o que for, sei que Deus estar no controle e o que vier será motivo para continuar entendendo que a vida é assim mesmo, feito de coisas que desejamos e de coisas que aceitamos.

Ontem, conversando com um velho conhecido, comentando sobre essas coisas da vida, ressaltei que as "coisas boas" que nos acontecem nunca são questionadas se merecemos ou não. Já, quando estamos diante de verdadeiras provações, muitos se acham injustiçados, questionam porque estão passando por aquilo. Sempre disse aqui, para este diário, e para outras pessoas do dia a dia, que não devemos questionar os acontecimentos que nos envolvem. Se acontecem, alguma razão tem, nada é demais ou por acaso. Tudo na medida certa e no momento certo. Quem sabe do nosso tempo? Não sabemos nada. Bom, a única coisa que sei do tempo é a hora atual e posso dizer que estar no momento de encerrar esta postagem desejando a todos um bom final de semana.

Ah, não poderia concluir sem fazer um comentário acerca das eleições deste domingo. Pense com carinho em quem você vai depositar o seu voto de confiança, quem merece de fato estar à frente do destino do nosso país, da vida de quase duzentos milhões de pessoas. Compare a história de vida de cada candidato e a sua trajetória política, as propostas de cada um para o destino do país, assim poderemos chegar a uma conclusão. Foi embasado nessa linha de raciocínio que optei pela MARINA SILVA, a quem darei o meu voto nestas eleições de 2010. Fique com Deus!

6 comentários:

Karina - Frei-Sein disse...

Realmente meu amigo esses exames por muitas vezes nos consome, minha próxima TC é para dezembro assim como a RNM, as duas são do cerébro e é uma barulheira só (para poder ativar as áreas cerebrais necessárias) são 30 minutos de batuque e buzinas e sem se mecher, até parece que começa a dar coçeira em tudo não é mesmo... rsrs... Só porque não pode.. rs...
Em relação aos questionamentos muitas vezes é algo inevitável de nós seres-humanos, mas aprendi a questionar as coisas boas também como o motivo de eu permanecer viva.. Pois vi muita gente morrer com essa minha doença, e como eu já postei em meu blog, meus questionamentos me levaram a entender que algo ainda está reservado para a minha vida e agradeci a Deus por isso...
Acredito que quando questionamos como forma de melhorarmos ou entendermos o porque estamos em determinada situação é válido.. Porém quando questionamos com o espírito de revolta de reclamações e por não se achar merecedor de tal situação, é porque ainda não tiramos nada de bom dessa experiência, talvez porque ainda estejamos prepotentes demais e com fé de menos...
Meu amigo amo esse teu cantinho e torço sempre por ti...
Tu estas no meu Blog list sempre...

Sonhos da Luciana disse...

É isso Karina, a cada exame uma expectativa diferente e estou passando um final de semana bastante com bastante ansiedade... são dois exames para receber resultados, dois encaminhamentos a serem tomados. Um estar quase sacramentado, o do PCI - que leva ao tratamento com o I-131. Este não me aflige tanto, o que está pegando, nesse momento, é o que o médico viu na tomografia do abdomen. Ao mesmo tempo que a esperança e a fé em Deus tem me mantido tranquilo.
Realmente este cantinho tem sido para mim muito prazeroso, agradeço pela sua atenção. Fique com Deus!

Edson Leite disse...

O comentário acima foi feito por mim... não sei como apareceu o nome de Sonhos de Luciana!

Mª do Rosario - Ro disse...

Olá Edson, exames por mais que o fazemos sempre são uma supresa, uma tensão, uma ansiedade.
Tb vou votar na Marina!
Abraços

Edson Leite disse...

Pois é... realmente estou um tanto angustiado, sei que depois de amanhã com os resultados nas mãos estarei mais tranquilo, seja qual for o resultado desses exames. A dúvida é o que pega e nos tira de tempo. Enfim, por acreditar em Deus, estou mantendo a situação sob controle. Amém.

Edson Leite disse...

Pois é... realmente estou um tanto angustiado, sei que depois de amanhã com os resultados nas mãos estarei mais tranquilo, seja qual for o resultado desses exames. A dúvida é o que pega e nos tira de tempo. Enfim, por acreditar em Deus, estou mantendo a situação sob controle. Amém.