quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Passíone, no fundo poço!

Não poderia deixar de comentar a cena final da novela Passíone que foi ao ar na noite de ontem (dia 16). Se fosse cena de filme não me tocaria tanto, o diretor goza do direito de criar o que quiser. No caso das novelass, acredito ser diferente. Sabemos que muitas vezes os atores fazem "laboratório" e procuram reproduzir a realidade das nossas cidades e, atualmente, até de cidades do além-mar. O que me chocou foi ver o que passei a chamar de "trem da agonia"; gravado nos vagões inoperantes de uma estação ferroviária, não sei se em São Paulo ou na cidade do Rio de Janeiro.

Começa pela perseguição a um viciado em crack, que rouba a carteira do (...) - não lembro o nome - e chega a estes vagões repletos de pessoas viciadas, jogadas ao chão, drogando-se, prostituindo-se; verdadeiros mulambos humanos caídos no fundo do poço, deitados no berço da morte. Agonizando no que pode ser os seus últimos momentos de vida. Sem dignidades e sem apoio algum. É naquele cenário dantesco que ele, o (...) encontra o seu sobrinho que estava desaparecido, depois de ter sido expulso de casa pelo seu pai numa cena recheada de realismo cruel e de desafeto paternal. A cena de ontem, que será repetida hoje, mostra a realidade das grandes metrópolis que estão castigadas pelas drogas. Lembrando Sodoma e Gomorra. 

Espero que o choque provocado pela novela possa despertar a maioria das pessoas para esse problema emblemático dos tempos modernos. 

NOTÍCIAS MINHAS

Estou nesse momento na clínica oncológica, aguardando a consulta e o que pode ser mais uma sessão de quimio. Confesso que não vim muito disposto e estou mesmo propenso a sugerir o adiamento dessa sessão até que eu possa conversar com o médico hemato para analisar se vale a pena todo esse sofrimento ou se devemos radicalizar e encarar a possibilidade de um transplante do órgão. Será, no caso, tudo ou nada! Vamos amadurecer essa idéia! Com a graça de Deus teremos um pouco mais de tempo. Amém.

Um comentário:

jorge henriques disse...

Olá Edson
Visita rapida, só para lhe desejar um bom fim de semana na companhia da familia e amigos e deixar-lhe um abraço.
jorge