sábado, 16 de julho de 2011

Plano de saúde recusa paciente

Recebí um e-mail de uma das minhas filhas dando conta de um caso de recusa de paciente, uma criança, por parte de um plano de saúde. O fato foi relatado pelo genitor do menor e encontra-se publicado no blog de sua autoria  (http://vidacomvictor.blogspot.com/2011/07/motivo-e-motivacao-para-lutar.html). É, sem dúvida alguma revoltante saber que as grandes corporações comerciais continuam desafiando o poder constituído e rasgando as leis na fuça de todos, contra todos, inpunemente. Primeiro ocorreu a contratação de um plano que diz ter abrangência nacional e na hora da precisão a constatação de que caiu no conto do plano - tendo então partido para o Plano B, abrandar a revolta e a indignãção e tratar de buscar outra alternativa.
Pelo visto, bateu novamente na porta errada, ali não estava escrito que eles dariam uma maçada grande até dar o veredicto da recusa, do desinteresse em ter aquela criança na lista dos seus usuários, pelo simples fato da mesma ser portador da síndrome de down. Aos olhos daquela operadora o menor João Victor não renderia lucro algum pra ela, contabilizada os futuros gastos. Petrificado ficou o pai do João, assim como deve ter ficado também a mãe de Maria, de Iracema, e de tantos outros Joãos que são agredidos diariamente quando encontram-se face a face o ultrage aos seus direitos constitucionais. Mas, nem por isso podemos ficar calados... não é porque é um assunto recorrente que devemos nos submeter e baixar a cabeça. Ao contrário, temos que falar enquanto temos forças para isso. Não podemos ficar esperando que casos como este ocorram dentro da nossa casa. Avançar na luta por conquistas é mister nosso, é dever de todo cidadão que quer de fato exercer a sua cidadania ser solidário nesta peleja.
O silêncio é uma declaração de aceitação à coisa feita. O grito de revolta deve ecoar, mesmo que de forma silenciosa como esta que estamos fazendo agora.
Fica o caso contado para reflexão de quantos precisam e de encorajamento para outros que ainda temem em defender os seus direitos, conquistados a duras contas. Um abraço, fiquem com Deus!

5 comentários:

Karina - Frei-Sein disse...

Oi querido amigo, saudades de ti!! E então continuas á viajar ainda, agora que pelo momento é um homem sem correntes? rsrs...
Concordo contigo meu amigo, referente a essa postagem, não podemos nos acostumar á tratamentos de preconceitos como esses que tolhem o direito previsto em Lei á qualquer ser humano, se me permite divulguei essa postagem pelo meu facebook para ser mais um grito em meio de tantos casos de impunidade... É vergonhoso pensar que Seres Humanos podem ter esse tipo de atitude para com o próximo!!!
Parabéns por sempre proporcionar espaços como esse em seu Blog!!
Beijinhos para ti!!

Edson Leite disse...

Oi Karina,
que bom ter vc novamente postando os seus comentários, é sinal de que estar bem, com a graça de Deus!
Não precisa me pedir para extrair o que for deste blog, só tenho que agradecer quando isso ocorre, pois demonstra que algo pode ser aproveitado.
Bjs

Jú Carelli disse...

Edson querido!!!
Parabéns pela postagem... suas palavras revelam o sentimento que todos nós deveriamos ter frente ao caos que a saúde do nosso país se encontra.
Não podemos ficar calados diante de tal vergonha!!!
Fique com Deus e que Ele ampare o João Victor e sua família...
Beijos iluminados

http://superacaocancer.blogspot.com disse...

Edson, parabéns pela post... Isso é o sentimento que deveria morar dentro de cada ser, visto a tamanha falta de compreensão, humanidade p não dizer outros fatores políticos, que assolam a saúde pública.
A vc e familia, muita Paz e Luz!
Glaucia

Edson Leite disse...

Já vi de tudo nessa vida e particularmente nas práticas de determinados prestadores de serviços, por onde escoam boa parte do dinheiro que entra no setor saúde.
Nos idos de 80, chegaram ao absurdo de fazerem parto cesariana em pacientes homens e cirurgia de fimose em mulheres... só para citar algumas das aberrações! Profissionais desafiando a lei da física, ocupando dois lugares ao mesmo tempo... distantes km de distância! Enquanto isso, gritavam nesta terra que amo quem sou eu?!!! - outros respondiam, "sois rei, sois rei". E não pensem que foram extintos, muitos continuando burlando tudo que é lei, normas, regulamentos... em benefício próprio!
Um dia, teremos um país melhor ou menos corrupto?! O futuro a Deus pertence. Amém.