terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Uma palavra de otimismo!

Hoje pela manhã ouvi algumas palavras de incentivo, ditas por uma pessoa muito amiga que convive comigo de perto e conhece muito bem a minha história de vida. Uma amizade que nasceu no local no trabalho, quando ela veio, há cinco anos, para ser diretora do departamento ao qual sempre estive ligado. É também uma guerreira vencedora!
Escutei dela que "estava me achando meio derrubado e que eu deveria levantar a cabeça e lembrar que a dor desse tratamento não é nada quando podemos continuar caminhando na vida! E que é graças as pesadas drogas usadas na quimioterapia que conseguimos barrar o avanço dessa doença impiedosa."
Realmente, acho que deixei transparecer algum sinal de desânimo, típico das horas que antecedem uma nova dose. Aquelas palavras, soaram como um despertar dando-me conta de que não cabe em momento algum nenhum vacilo, nenhuma temeridade quando temos Deus no coração e o pensamento elevado na vontade de continuar marchando e vencendo os obstáculos que venham a aparecer. Numa pura demonstração de superação e de vitórias.
Não poderia deixar de socializar o otimismo que tomou conta de mim naquele momento quando lembrei que a força da nossa mente é a energia complementar, quiçár a mais importante de todas as fontes energéticas que temos diante de nós.
Qualquer que seja o tamanho do nosso problema, mesmo que não possamos mensurá-lo, não é nada diante do infinito que o Criador implantou. Não adianta choros ou lamentações, o que importa mesmo é a confiança e a esperança da efemeridade do que nos aflige nesse ou naquele momento. É passageiro.
Gente, amanhã é um novo dia e um recomeço para muita gente! Fé e esperança sempre. Amém.

8 comentários:

Massaki disse...

Deixarei o Sr.de lado e pedirei permissao para iniciar dizendo:
Caro Amigo Edson
Hoje no trabalho me lembrei de voce,pois fiz RM de um cliente que lutou contra o cancer de reto com metastase cerebral,chegando a realizar cirurgia cerebral tb.Gosto de conversar sempre que o tempo me permite com os clientes(la no servico nao chamamos de pacientes e sim de clientes),pois muitas vezes eles precisam somente de algumas palavras,muitas pessoas sao solitaria e acabam se adoecendo.Mas nao era o caso deste cliente,me lembrei de voce pq ele tem um alto astral e otimista. Como qquer pessoa ele tem os altos e baixos com o tratamento rigoroso.Nao prolongando,ha 6 anos ele esta bem,fazendo controle e gracas a Deus esta curado,embora tenha sido avisado que so o milagre o salvaria.Ele bem humorado disse"tenho muito o que fazer ainda,ainda nao chegou a minha vez". No caso fiz RM cerebral e so havia area de necrose,mas o tumor...nem sombra,gracas a Deus.
Admiro pessoas assim,pois Deus levou o meu Pai vitima de ca gastrico com meta de pulmao,mas Ele sempre foi otimista.Ha 1 ano e 3 meses estamos longe,nao pude fazer nada,alem de rezar muito e ficar ao lado dele acompanhando em exames,mas infelizmente o servico publico "escolhe"aqueles que possuem mais possibilidade para viver. Hoje me lembro todos os dias do meu Pai,e digo que cuidarei da minha mae e peco sabedoria e forca para superar os problemas que surgirem e me tornar um grande homem como Ele foi.
Acabei mudando completamente de assunto,me desculpe rssss. Desejo com toda a fe que voce tb tenha a mesma historia que este cliente que atendi hoje.
Bom retorno ao tratamento,seja forte como sempre foi e continuarei orando pela cura.
Grande abraco

Massaki

Edson Leite disse...

Caro Massaki,
Aprendi com o tempo que todos nós temos os nossos anjos no céu e aqui na terra também... são pessoas como vc (e algumas outras que não ouso citar nomes para não incorrer na injustiça caso venha a esquecer de uma)que reconheço como verdadeiros membros da minha Legião dos Anjos Terrestres, pois são capazes de dar sustentação e apoio mesmo sem nunca termos nos vistos, auxiliando sobremaneira no desenrolar desse tratamento. Com os seus comentários, seus exemplos, suas vivências muito tem ajudado no meu fortalecimento.
Neste momento estou na clínica oncológica aguardando para ser encaminhado para iniciar mais este ciclo... estou confiante, como sempre estive ou pelo menos venho tentando e sei o quanto isso interfere no resultado final.
Quero crer que muito em breve possa receber alta novamente, mesmo que seja para mais recesso, não importa o tempo que dure essa alta, se for da vontade de Deus elá virá sim.
Meu amigo Massaki, não é o serviço público quem escolhe a nossa hora e sim os designíos de Deus. Somente Ele tem esse poder, lembre-se de que nada acontece por acaso... Ele, nosso Criador, sabe de todas as coisas. Vc já estar cuidando muito bem da sua mãe, sei que tem sido um bom filho e sendo assim vem cumprindo bem a sua tarefa assumida com a partida do seu querido pai (que esteja onde estiver está olhando por vcs todos). Um grande abraço,

Jú Carelli disse...

Edson querido...
Mais uma injeção de ânimo e uma bela dica para a nossa reflexão.
Boa sorte amanhã com a quimioterapia.
Na torcida de sempre...
Fique com Deus!!!
Beijos carinhosos

Marina da Silva disse...

Edson meu filho,
Já deu certo! Receba minha dose de otimisismo num abração super carinhoso! Vou estar como a Jú, rezando pra vc! Bjus. Vamu qui vamu
Marina

Edson Leite disse...

Hoje iniciei o ciclo, confesso que "doeu" bastante - não foi uma dor física, dessas que passa tomando analgésicos. Foi mais profundo, doia a alma... uma sensação de impotência, de dependência... coisa assim. Mas, passou logo e consegui me recompor em pouco tempo.
Estou agora bem melhor e mais disposto, depois de ter passado seis horas preso a mais de 6 tubos plásticos, ligados a soros e medicamentos...
Vamos à luta!

Cida Villela disse...

Edson, você é e sempre será um grande exemplo para todos nós. Lógico que lhe é permitido momentos de desânimo, mas mande-os logo embora. Não esqueça que VAI DAR TUDO CERTO, não perca a esperança. Grande beijo de admiração e fica com Deus! Cida

Iza disse...

Oi, Edson!

Quero dizer que também ando por aqui. Sinto em você uma força muito grande e uma determinação muito forte.

Não comento muito por não ter as palavras certas, pois sempre acabo me enrolando na hora de escrever.

Obrigada por compartilhar sua experiência. Com seus textos meu ânimo sempre se renova.

Forte abraço!

Edson Leite disse...

Olá Iza,

São comentários como o seu que me estimulam a continuar vivendo e compartilhando as minhas experiências diante desse tratamento. Fique a vontade, minha amiga para opinar e criticar.
Abraços,